11/01/2017

Resenha: Malícias & Delícias


Título: Malícias & Delícias
Autor(a): Tara Sivec
Editora: Valentina
Páginas: 304

CUIDADO: Esta história de amor pode matar você de tanto rir. Ah, e está escandalosamente lotada de porres homéricos e, hummm, sexo da melhor qualidade! Claire é uma espirituosa jovem de vinte e poucos anos que trabalha num bar (não era esse o plano, mas…) e, muito a contragosto, resolveu ajudar a melhor amiga (uma expert em malícias) a vender brinquedos eróticos bem safadinhos. Na verdade, seu sonho é viver de delícias, ou melhor, abrir uma confeitaria dedicada exclusivamente a doces, cookies e bolos feitos com muuuito chocolate. Quando Carter, um rapaz que conheceu numa festa de faculdade e com quem passou uma única noite (o suficiente para mudar sua vida para sempre!), reaparece na cidade sem demonstrar reconhecê-la, a não ser pelo profundo aroma de chocolate que Claire exala no ar, ela se mostra determinada – aaaai que loucura! – a fazê-lo nunca mais se esquecer dela. Só que existe uma terceira pessoa na relação (divertidíssimo, porém desbocado e inconveniente). Alguém que Carter desconhece e que, das duas uma: ou o obrigará a comprar uma passagem só de ida para o Polo Norte ou o fará o homem mais feliz do mundo!!!

Não se deixe enganar por essa capa. Sim, já falo logo de cara isso pois SEMPRE que surge o assunto desse livro a galera só comenta da capa. Eu sei que ela é bem feinha, eu mesma já julguei ela, mas sabe que no fundo ela combina com o livro? Tem esse tom todo cômico e tudo mais. E ainda bem que histórias não se fazem pelas capas e por isso eu digo: dê uma chance para a leitura de Malicias e Delicias e você poderá acabar se divertindo muito.

É muito difícil ler um livro onde todos os personagens me agradam cem por cento e fiquei muito feliz ao concluir a leitura me sentindo desta forma. Claire é uma mulher engraçada e apesar de um pouco imatura ela é muito responsável. Já no primeiro capitulo é possível sentir o clima que o livro vai levar pela forma como ela narra os acontecimentos da sua vida. O que eu mais amei nela é a forma como ela coloca na mesa todas as coisas sem medo de ser ridícula e julgada. Ela é verdadeira consigo mesma. Sério, a literatura precisa de mulheres assim. O livro não é narrado apenas por Claire, mas também por Carter o tal moço citado na sinopse que não vou revelar detalhes que não contém no texto pois é legal a forma a autora nos contou sobre determinadas coisas na obra. Carter é um cara super fofo e eu fiquei totalmente apaixonada por ele. Acho que todos os momentos que ele narrou eu acabei me divertindo muito mais pois tive a sensação de estar, de verdade, na mente de um homem. Quando ele estava com seus amigos e então conversam coisas que nós mulheres achamos idiotas, com brincadeiras bobas e piadas sujas. Foi ótimo de acompanhar.

Eu não acho que o livro conta com uma grande evolução dos personagens, mas não que isso seja ruim. Até porque também não senti a necessidade dos personagens evoluírem. O que eles precisavam era lidar com novas situações e entender o momento, para poder seguir com a vida e foi exatamente assim que eles fizeram. A questão é que o livro cumpre o que promete, fazendo o leitor rir. Não existe uma grande trama na história para ser resolvida e nem reviravoltas desnecessárias. Sério, se a autora resolvesse colocar algum elemento para impactar o leitor eu juro que ficaria muito brava. Tudo ocorreu muito bem da forma que foi, portanto obrigada Tara.

“Ah, mas é um livro erótico?” NÃO! Sim, tem cenas de sexo mas ele não é erótico e as cenas não são chatas de se ler (além de não ser frequente). Assim como o restante do livro as cenas de sexo também contam com sua dose de comédia e a experiencia acabou sendo divertida de se acompanhar. Portando se você não é fã do genero acredito que não terá nenhuma dificuldade com este aspecto. A leitura vale muito a pena e o livro é curtinho, da para ler tranquilamente principalmente se você procura algo para divertir sem compromisso.

Em algum lugar no céu Jesus estava aos prantos. Ou talvez aquele fosse o som da minha dignidade estrebuchando.

2 comentários:

  1. Oi! Eu não pude resistir a comprar esse livro quando vi na Bienal. Além de morrer de rir e de vergonha com a capa, eu dei tantas risadas que me apaixonei completamente pela história. Essa leitura é envolvente, leve e bastante divertida.
    Beijo! Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  2. Oi, Sil!
    O que me fez querer ler esse livro foi essa capa! Eu morro de rir toda vez que vejo
    Que bom que a história te agradou. Com certeza vai me agradar também.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir


Obrigada por comentar no Estilhaçando Livros. Se você tiver um blog deixa seu link que vou retribuir a visita com o maior prazer.