24/05/2016

Resenha: Namorado de Aluguel

Título: Namorado de Aluguel
Autor(a): Kasie West
Editora: Verus
Páginas: 250
Onde comprar: Submarino
Mais informações no Skoob
Quando Bradley, o namorado de Gia Montgomery, termina com ela no estacionamento do baile de formatura, ela precisa pensar rápido. Afinal, ela vem falando dele para suas amigas há meses. Esta era para ser a noite em que ela provaria que ele não é uma invenção de sua cabeça. Então, quando vê um garoto esperando pela irmã no estacionamento do baile, Gia o recruta para ajudá-la. A tarefa é simples: passar por namorado dela — apenas duas horas, nenhum compromisso, algumas mentirinhas. Depois disso, ela pode tentar reconquistar o verdadeiro Bradley. O problema é que, alguns dias depois do baile, não é em Bradley que Gia está pensando, mas no substituto. Aquele cujo nome ela nem sabe. Mas localizá-lo não significa que o relacionamento de mentira deles acabou. Gia deve um favor a esse cara, e a irmã dele tem a solução perfeita: a festa de formatura da ex-namorada dele — apenas três horas, nenhum compromisso, algumas mentirinhas. E, justamente quando Gia começa a se perguntar se pode transformar seu namorado falso em real, Bradley reaparece, expondo sua farsa e ameaçando destruir suas amizades e seu novo relacionamento.


Gia estereotipicamente é a fútil garota popular que não reconhece ninguém além do seu círculo de amigos, viciada em redes sociais e que desfila com as amigas inseparáveis pra cima e para baixo, e é tão dependente e próxima delas que chegou ao ponto de mentir sobre seu namorado. Logo no primeiro capítulo aparece Hayden, o substituto, e a motivação que levou Gia a pedir Hayden para se passar pelo seu namorado contrastou o quanto ela era realmente cabeça fraca. Mas era a intenção da autora visto que Gia evolui ao longo da história.
É um livro YA, no Skoob está generalizado como infanto-juvenil, mas achei bobo para a faixa etária. Já vi um anime com essa temática, já vi um dorama, já li um livro ou dois, mas esse aqui decepcionou. Começando pela proposta da sinopse. O ex-namorado de Gia e a ex de Hayden não são explorados o suficiente, então o aparecimento deles ficou muito vago diferente da promessa: foi como se fosse uma breve participação especial. O relacionamento de Hayden e Gia se desenvolveu rápido e sem profundidade. Ou seja, não senti o que eles estavam sentindo. Por outro lado, falou-se muito na influência das redes sociais, nessa urgência de registrar tudo, nessa dependência por aprovação, nessa busca por curtidas, que torna tudo o que fazemos ou vemos superficial.

— Como o valor pessoal é medido hoje? Pela quantidade de curtidas em um post [...], pela soma de retuites que acumulamos? Pelo menos sabemos o que realmente pensamos antes de postar nossos pensamentos e deixar outras pessoas nos dizerem se eles são importantes ou não?

Hayden foi um personagem apagado para mim. Ele só estava ali para apoiar e ouvir e aconselhar a Gia. Esse cara não existe. Ela chega a arremessar bolas de sorvete no carro que "supostamente" ele ama, e ele simplesmente abre os braços e fala até que ela podia jogar nele se quisesse. Bem, acontece que esse tipo de idealização não deveria colar, mas não vou falar sobre isso hoje.

Eu senti que terá uma continuação, porém uma história independente, voltada para a irmã de Hayden e o irmão da Gia. Foi o que deu pra sentir, e eu aposto que terá continuação. Tenho quase absoluta certeza. Falou-se muito da vida sentimental dela e algo ficou no ar. Da mesma forma o irmão da Gia.  A resenha está pequena hoje porque não tem muito o que falar. Então é isso. É um livro que dá para passar o tempo, mas pra mim não foi significativo o bastante.

4 comentários:

  1. Oi, Vivi!
    Eu também já vi alguns filmes e li livros com essa temática, mas eu amo assim mesmo. Sempre me arranca alguns sorrisinhos.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Oiiii Vivi

    Tenho esse livro pendente da autora, mas o que mais me chama a atenção dos livros dela é Encruzilhada mesmo que, espero ler em breve. Às vezes tenho medo de alguns livros YA, algumas protagonistas e até mesmo as tramas parecem muito infantis porém, confio na Kasie, e após sua resenha deu pra notar que é um livro bastante divertido que se lê rapido. Estará em meus pendentes

    Beijos

    naprateleiradealice.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
  3. Oi Viviane!

    Eu achei gostoso ler o livro e tb acho que o final cabe muito bem uma continuação! Seria muito bom se fosse com a irmã do Hayden, que foi a personagem que mais gostei.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Oi, Viviane. Tudo bem?
    Que pena que não curtiu muito o livro. Desde que vi a sinopse estou querendo muito lê-lo e agora pensei mais nele como um "cura-ressacas", HAHAHAHAH.
    De vez em quando gosto de ler um livro assim mais levinho mesmo, até pq leio quase sempre 5 ao mesmo tempo, se todos forem pesados, nossa... :D

    Um beijo!
    Crônica sem Eira

    ResponderExcluir


Obrigada por comentar no Estilhaçando Livros. Se você tiver um blog deixa seu link que vou retribuir a visita com o maior prazer.