07/03/2016

Resenha: A Saga de um Andarilho pelas Estrelas




Título: A Saga de um Andarilho pelas estrelas
Autor(a): Jean Pires de Azevedo Gonçalves
Editora: Multifoco
Páginas: 184
Onde comprar: Loja da Editora
Mais informações no Skoob

*e-book cedido em parceria com o autor
Utopia pós-moderna, “A saga de um andarilho pelas estrelas” conta a história de um homem que abandona a Terra e viaja pelas estrelas, onde conhece civilizações extraordinárias. Mas o universo guarda infinitas surpresas e alguns planetas podem ser muito perigosos. O enredo é repleto de momentos cômicos e desconcertantes que acabam por inspirar reflexões sobre a vida e a existência. O livro é escrito em prosa em dez capítulos. Oito sonetos também acompanham a narrativa.

Recebi este livro do autor de uma forma bem inusitada: Estava visitando um blog que fez a resenha dele e então, talvez por ter gostado do meu comentário (?), Jean entrou em contato comigo disponibilizando assim a obra para leitura. Aproveito para pedir desculpas pela demora, mas cá estou com minha analise. O ponto positivo de ter demorado tanto para ler é que acabei esquecendo como era a resenha e acabei entrando na leitura sem nenhum receio ou algo do gênero. 

O livro nos conta a história de um homem que simplesmente deseja viajar pelo universo. E quem não quer? Bom, ele constrói Valentina, sua nave e companheira na jornada, e sai pelo universo explorando diversos planetas. Visando essa premissa básica você pode esperar um livro de aventura, correto? Bom, era o que eu esperava, mas não é exatamente este caminho que o livro segue. Sim, tem uma dose de aventura mas ela acaba sendo ofuscada por grandes reflexões não apenas do Andarilho das Estrelas mas também de outros seres que ele encontra pelo caminho. O livro toma o rumo muito mais filosófico que eu não estava preparada naquele momento. 

Mas não vai achando que este é um livro ruim, pois ele esta longe de ser ruim. Por mais que ele tenha alguns momentos maçantes e até confusos entre lembranças ou imaginação do Andarilho das Estrelas (eu nunca consegui as definir realmente), ele também contém sua dose de tapa na cara da humanidade. Seres de outros planetas recebendo o turista de forma amistosa e educada, lhe mostrando detalhes de seu planeta e contando histórias sempre fazendo o próprio leitor questionar "o que é está acontecendo com os seres humanos?" ou "porque somos assim?". Eles mostram a importância de o próprio ser humano valorizar a Terra, a vida e as coisas mais simples que temos por aqui (como por exemplo a música). Coisas que passam despercebidas por nós e coisas que vem sendo destruídas aos poucos. Alguns, inclusive, colocam em pauta quanto nós somos seres mentirosos e não-confiáveis. É bem triste pensar que se realmente existe vida além da Terra (e não é essa a discussão aqui e muito menos no livro) provavelmente os extraterrestres nos vêem da mesma forma que os do livro.

Algumas coisas que eu fiquei pensando durante a leitura e nem sei, realmente, se é valido citar por aqui mas resolvi fazer mesmo assim kkkkk é a possibilidade da viagem do Andarilho nunca ter, de fato, acontecido. Que aquilo foi algo criado por ele mesmo para fugir de sua própria realidade, que sinceramente não parecia ser tão interessante assim. Por alguns momentos ele me passou a impressão de ser alguém bem depressivo que precisava fugir do que quer que estivesse acontecendo e talvez até mesmo para se curar. NÃO SEI. Talvez sim a viagem tenha acontecido de verdade e assim ele conseguiu fugir de sua vida triste e depressiva e encontrou um novo valor para ela. Como eu disse são coisas que eu fiquei pensando e que não fazem muito sentido (ou sim, sei lá rs).

A narrativa é bem fácil e os capítulos são curtos, então em poucas horas o livro pode ser finalizado de acordo com a sua disposição. Vale a pena sim a leitura, mas não vai com sede ao pote achando que ele é uma grande aventura pois assim você poderá se decepcionar.

20 comentários:

  1. A premissa do livro suuuper me lembrou um mix de O Guia do Mochileiro das Galáxias e O Pequeno Príncipe. Ok, pela sua resenha parece não ter muito a ver, mas ainda assim achei mega interessante.
    Curto muito livros filosóficos (pois eu sou, naturalmente, meio filosófica hahaha), e eu sempre fui apaixonada por universo. Acho que lerei sim esse livro. Você disse que ele é rapídinho, então vale a tentativa. :)

    Abraços!
    http://www.magoevidro.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Livros com aventura são sempre bons, ainda não conhecia o livro, parecer ser uma leitura proveitosa. :)
    Beijos

    Elidiane
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi
    eu não conhecia esse livro, foi o primeiro blog que vi falando dele, deve ser uma leitura interessante e diferente e que bom que gostou da história parece ser envolvente.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá, eu não conhecia o livro mas achei muito interessante a premissa dele. Achei a história meio louca e talvez, seja mesmo uma coisa criada da cabeça do Andarilho, mas de qualquer maneira o enredo me atraiu bastante e fiquei curiosa para ver o desenvolvimento. Achei a capa super legal e bem parecida com a história, isso pelo que vi na sua resenha.

    ResponderExcluir
  5. Olá, Silviane!
    Achei super inusitada a forma como recebeu o livro para leitura. Que bacana que o autor acompanha as postagens e resenhas sobre o livro dele!
    Legal o tema do livro, fiquei bem interessada em saber como ele se desenvolve, bem como os tapas na cara da sociedade e, principalmente, por saber que é uma leitura rápida, ou seja, dá para ler em uma sentada.
    Vai entrar para a minha lista de leitura.
    Abraço!

    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá Silviane!
    Adorei o titulo do livro, mas pela sua resenha ele não é para mim... Me lembrou um pouquinho O Guia do Mochileiro das Galaxias.
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas - SORTEIOS NO BLOG! PARTICIPE :)

    ResponderExcluir
  7. Oiii!! Tudo bem?
    Adorei o titulo da obra! Me lembrou de O Guia do Mochileiro das Galaxias, o que me deixou com curiosidade. Amo de paixão livros que são um tapa na cara da sociedade, pois sempre nos mostram coisas que muitas vezes, mesmo erradas nos passa despercebido ou simplesmente deixamos de lado com aquela ideia de se ninguém faz porque eu tenho que fazer. O que acho , pois nos despertam o senso critico.
    Ainda não conhecia o livro e devo dizer que agora ele está entre minhas futuras leituras.
    Amei a resenha!
    Um grande abraço e até a próxima.
    >>Dhessy

    ResponderExcluir
  8. Nhai Silviane!!
    Ta um livro com uma premissa bem interessante e que parece ser bem gostosinho de ler, adoro esses livros que vivem a dar tapas na cara básicos na sociedade sabe, acho que esse autores engajados são os melhores.
    Eu não sei bem se poderia ser apenas uma loucura do viajante, mas ainda que fosse a narrativa se mostraria ainda mais profunda! Acho sim vale a pena a leitura!!

    Xo
    Alisson
    Re.View

    ResponderExcluir
  9. Olá amiga Silviane,
    Já curti que o homem é ousado, quer viajar pelo universo. Interessante isso do autor trabalhar questões filosóficas relacionadas a nossa sociedade em um livro com situações de ficção e nos chamar para a vida, realmente nos dias de hoje é preciso valorizar mais as pessoas, o planeta, as coisas simples da vida. As vezes coisas que nem nos importamos muito, podem fazer a diferença. Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Oi, flor.
    Eu adoro O Pequeno Príncipe e percebo que o autor fez uma releitura dessa obra, mas levando um adulto humano para visitar outros planetas. Um adulto que possui as nossas limitadas compreensões sobre como a vida "funciona". Infelizmente, confesso, acho que não devo ler a obra nesse momento porque estou numa vibe um tanto deprimida e desgostosa com o modo como a violência, o egoísmo e a futilidade estão crescendo na nossa cultura. Eu preciso de obras mais otimistas, sabe? Perguntas sobre "por que somos assim uns com os outros?" já passam pela minha cabeça há tempos.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Sil!

    Apesar de não ser uma aventura e o livro puxar muito para a parte filosófica e reflexiva, fiquei curiosa para conhecer mais, pois a impressão que tive, é que a obra em si é diferente dos livros que estou acostumada, algo para sair da minha zona de conforto sabe? Talvez seja um livro para me fazer pensar, assim como você citou e por isso fiquei bem interessada, mesmo sabendo que apesar de uns pontos, pode acabar decepcionando um pouco.

    Da Imaginação à Escrita

    ResponderExcluir
  12. Oi!!
    Não conhecia o autor e nem o livro, achei a capa super fofa.
    Pela capa e titulo eu imaginei que seria um livro de aventura, realmente todo mundo tem o desejo de viajar pelo universo, imagina só, deve ser o máximo, mas agora que você falou que o livro se tornou mais filosófico eu não sei se gostaria de ler.
    Nossa o livro pelo visto faz o leitor refletir sobre como vivemos e agimos e isso é sempre interessante.
    Beijão!
    Lilica - O maravilhoso mundo da leitura

    ResponderExcluir
  13. Oi, Sil!
    A premissa da nave para viajar pelo espaço realmente dá a entender que poderia ser uma aventura, mas interessante essa abordagem utilizada pelo autor para trabalhar questões realmente importantes e reais sobre o comportamento e postura geral do ser humano, é uma discussão que pode ser muito bem desenvolvida a partir da leitura do livro, ao que parece. Interessante também sua posição e ideia sobre o que teria sido a viagem do personagem, real ou imaginária como válvula de escape de uma vida monótona; se isso realmente tiver sido uma intenção do autor, quem sabe, foi uma ótima sacada e observação sua também. Ainda assim, não sei se leria. Por mais curtinho que seja, já tenho algumas leituras em prioridade de serem feitas no momento, e não sei se os eventuais momentos cansativos da leitura poderiam influenciá-la, ao final, de uma forma negativa, mas quem sabe um dia?
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional ♥

    ResponderExcluir
  14. Oiii!

    Sil, alguns autores já vieram falar comigo justamente por isso. Acho legal quando acontece. Não conhecia a obra, mas gostei! Gostei mas dessa sua analise mesmo, poir achar que na verdade aquilo não aconteceu. Acho isso legal, quem nunca quis fugir da realidade? Achei a proposta interessante e mesmo esses rumos filosoficos não me tirou a vontade de ler.
    Gostei da sua sinceridade ;)

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  15. Oi Sil, sua linda, tudo bem?
    Adorei a impressão que você teve de que talvez a viagem não tenha acontecido, isso demonstra que o livro trouxe tantas reflexões que você começou a duvidar dele mesmo, adoro quando um livro mexe comigo dessa forma. Sabe, às vezes fico assustada com o rumo que o ser humano está tomando. Estamos em um momento em que todos sabem o que existe de errado, só que ninguém faz nada e nada muda. Como iremos sobreviver eu não sei. Parece ser uma ótima leitura, dica anotada. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oiee Silviane ^^
    Ainda não conhecia esse livro, mas gostei da capa dele, achei bem simples e bonita ♥ Não fiquei muito curiosa para conhecer a história, não gosto muito de livros reflexivos, sabe? Prefiro mais os livros fictícios, sem aquele tapa de realidade que nos acerta a todo instante, e parece que esse livro dá muitos tapas na cara de quem o lê.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oi Silviane!
    Comecei a ler o livro e logo de cara ele me lembrou um pouquinho O Pequeno Príncipe e quando fui lendo sua resenha essa semelhança foi ficando cada vez mais visível.
    Confesso que, apesar de parecer bem interessante, não é um livro que eu leria. Por mais que eu goste de leituras mais reflexivas, não estou em um momento muito favorável para elas. Achei bacana o autor usar questões filosóficas no decorrer da leitura, com certeza torna tudo mais interessante de ler.
    Beijos
    Coisas de Meninas

    ResponderExcluir
  18. Oi Sil!!
    Que capa mais fofinha!
    Bem, eu consegui ver claramente uma inspiração de O Pequeno Príncipe e O Guia do Mochileiro das Galáxias. Acho uma proposta bem interessante, mas acho que no momento eu não leria. Talvez mais pra frente.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  19. Oi Sil, tudo bem?
    Eu também imaginaria que era um livro de aventura. Apesar das mensagens de reflexão dele ser importante, não sei se estou na vibe de ler mais filósoficos agora.
    Porém se algum dia for ler já sei que não deve ir com tanta expectativa quanto a aventura, mas pelo que percebi é uma leitura válida sim.
    A capa eu achei muito linda ;)

    Beijos
    Leitora Sempre

    ResponderExcluir
  20. Gosto muito de livros que tenham filosofia então esse me interessou bastante. Mesmo sendo um pouco maçante essa possibilidade de poder refletir sobre essas questões e questão de a viagem de fato ter ocorrido ou não ... acho que vale a pena.


    Beeijos, Erica Regina
    Blog Parado na Estante
    Fanpage Parado na Estante

    ResponderExcluir


Obrigada por comentar no Estilhaçando Livros. Se você tiver um blog deixa seu link que vou retribuir a visita com o maior prazer.