25/03/2016

Resenha: Espelho dos Olhos




Título: Espelho dos Olhos
Autor(a): Nicolas Catalano
Editora: Novo Século
Páginas: 464
Onde comprar: Amazon | Saraiva
Mais informações no Skoob

*Livro cedido em parceria com o autor
E, se por causa de uma revelação, sua vida mudasse? E, se por causa de ser quem você é, as pessoas te julgassem sem ter conhecimento algum? Revelar-se, às vezes, pode não ser uma boa ideia. Mas é preciso.
Enquanto Evangellyne Allins tenta sobreviver a uma Escola tirana, num país onde cores de olho, Elites e Classes de Talento são o que importa, a vida de seu querido pai está em tremendo risco. Esse foi o preço de sua manifestação.
Será que valerá a pena enfrentar todos os seus reflexos mais profundos e íntimos pela pessoa mais amada?
Tortura. Medo. Aversão. Evangellyne será forçada a descobrir-se quer queira quer não. Ela será obrigada a arcar com as consequências desoladoras de sua manifestação; e seu interno, o estado Espelho dos Olhos, a transformará inconscientemente.

Vocês perceberam como o blog anda cheio de resenha de livros nacionais? Não sei se já comentei por aqui mas este ano (com apenas três meses) eu li muitos nacionais (ainda não contei, mas sei que foram mais do que estrangeiros). Eu não tô participando de nenhuma meta para me incentivar a leitura dessas obras, isso está acontecendo de forma natural (com uma ajudinha de algumas parcerias, mas nem todas). ♥ Fico feliz com isso. E bom, claro que a resenha de hoje será de um nacional também: Espelho dos Olhos, do autor Nicolas Catalano.

É aquela velha história: Eu não tenho só elogios para este livro. Na verdade eu acho que diversos pontos me incomodaram durante a leitura que eu quase abandonei, mas sou muito insistente e quis ler até o final (o que foi bom, pois ai fiquei curiosa para saber o que irá acontecer na sequencia!). Confesso que quando percebi que teria sequencia eu fiquei bastante brava. Estava esperando um livro único e com o andamento da história eu torcia para que fosse, pois na minha opinião as suas 464 páginas poderia ser facilmente reduzidas para 200. Eu senti que muita coisa que o autor colocou na obra foram repetitivas e que poderiam abrir espaço para outros aspectos, como por exemplo trabalhar melhor no amadurecimento da personagem. Eu a vi o tempo todo como a garota que só sabe lamentar e lamentar, sabe? Uma menina totalmente anti social, que por mais que tenha uma carência de amigos e/ou afeto que esses possam te dar apenas se isola lamentando-se. Nós, leitores, já sabemos que tudo de errado está acontecendo com você (eu falando direto com a personagem), não precisamos de lembretes a cada dez páginas.

Tirando isso a história trás ótimas criticas. Eu percebi uma leve critica ao sistema religioso, onde todos pregam que devemos ser bons uns com os outros, ser e fazer aquilo e aquilo mas na verdade praticamente ninguém o faz. Quer dizer, quantas vezes não vimos por ai pessoas que pregam religião fazer mais mal as pessoas do que aquelas que até mesmo se dizem ateístas? Não sou contra nenhuma religião, mesmo eu não tendo nenhuma, mas não vou esconder que atitudes extremas é algo que me incomoda bastante. O autor também faz uma critica da desigualdade de classes, já que na obra a sociedade é dividida por setores além da cor dos olhos; sendo alguns mais pobres e outros mais ricos e somente os ricos conseguem certificado de cidadão após se formarem na Escola Talental. Sim, o livro chega bem próximo de ser uma distopia e eu vi no Skoob uns comentários enfatizando isso, então não vou argumentar que não apesar de eu sentir mais a carga distópica da coisa toda. Como eu disse, parece que o livro girou em torno do sofrimento de Evangellyne. 
— A vida não foi feita para ficarmos um com raiva do outro. Devemos procurar a nossa própria felicidade e não a do outro. Pois a nossa é a que nos move e nos faz sentir aquela sensação boa em relação a quem somos para transmitirmos o bem. 

Infelizmente, para mim, a experiencia com a leitura de Espelho dos Olhos não foi das melhores. Quem acompanha minhas resenhas sabem o quanto eu sempre paro e falo dos personagens dos livros e provavelmente perceberam que eu nem falei muito sobre Evangellyne. Isso porque ela foi uma personagem que eu odiei muito e acabaria sendo muito ruim só falando negativamente por aqui sobre a gaorta. Eu realmente torço para que ela tenha um desenvolvimento melhor na sequencia da obra, pois apesar dos pesares ela tem tudo para se tornar uma boa protagonista. Mas e os personagens secundários? De fato alguns são introduzidos ao longo da história mas eu não senti nenhuma afinidade com eles. Tanto é que na hora que determinada personagem acaba morrendo eu não senti nenhuma tristeza e olha que ela tem tudo para ser adorada. Eles foram pouco desenvolvidos e suas passagens não foram tão proveitosas pela falta de diálogos, já que a protagonista é muito mais adepta ao monologo mental do que conversas. 

Mas não vou dizer para você passar longe deste livro, já que todos sabemos que livros funcionam de uma forma para cada leitor. Talvez essa obra seja tudo o que você esteja precisando. 
Silviane Casemiro +Estilhaçando Livros 

19 comentários:

  1. Que pena que a obra não te agradou muito, mas entendo isso de a quantidade de páginas poder facilmente ser reduzida. As vezes os autores se empolgam e acabam prolongando e estendendo muito, sem perceber que isso se torna cansativo pro leitor. Mas é sempre bom dar essas dicas a eles, e apesar dos contras, fiquei bem curiosa com a história

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem resenha nova no blog de "Se eu morrer antes de você", vem conferir!

    ResponderExcluir
  2. Oi Sil,
    Que pena que a obra não foi tão boa assim :|
    Confesso que não curto muito personagens que ficam só se lamentando e lamentando e não fazem nada a respeito.
    No momento eu não leria, mas não dispenso a obra não.
    Bjs
    Diário dos Livros

    ResponderExcluir
  3. Olá! Vejo que a leitura não foi tão proveitosa pra você,não conhecia o livro mas mesmo com seu ponto de vista eu fiquei bastante curiosa pra conhecer a historia. Preciso elogiar a resenha, ficou maravilhosa! eu adoro resenhas que passam uma opinião clara e sincera para quem está lendo.
    Beijos <3
    http://saboreandoasestrelas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Silviane!
    Você realmente não simpatizou com a protagonista, hein? Eu superentendo sua opinião. Há protagonistas enfadonhas mesmo, sem dúvida.
    Não sei ao certo quais são os problemas que a Evangellyne enfrenta, mas provavelmente iria me incomodar com as lamurias.
    Não conhecia a obra, e foi bom ler sua opinião. Caso tenha oportunidade, pretendo conhecer a escrita do autor.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Realmente temos muitas obras nacionais que são boas!
    Que pena que vc não gostou tanto assim :(
    Beijos
    www.somosvisiveiseinfinitos.com.br

    ResponderExcluir
  6. Eu sou totalmente a favor de as pessoas darem sempre chance a um livro nacional. Mas essa coisa de a personagem só ficar se lamentando não é comigo. Logo enjoo da estória e não consigo ir até o fim..

    Beeijos

    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
  7. Helloo, Sil!
    Então, eu queria ler esse livro como você sabe, mas por algum motivo fiquei com um pé atrás e desisti de fazer a leitura. Eu não curti muito distopia porque é um tema já muito manjado e eu procuro fugir porque odeio triângulo e livro único é o que há! ahahaha
    Que pena que não funcionou para você e baseado na sua percepção eu não vou conferir, pelo menos por agora.Acho interessante e legal esse selo da Novo Século que publica novos autores dando oportunidade a literatura brasileira. E saber que a estória poderia ter sido reduzida à duzentas páginas me desanima muito. E como eu estava com medo de fazer uma resenha negativa para um autor nacional eu decidi não fazer a leitura. Sou bem chatinha quanto a escrita e coisas relacionadas.
    Beijin...
    Pieces of Alana Gabriela

    ResponderExcluir
  8. Oi Sil,
    Que pena essa questão da protagonista ser chata... que pena porque estou em uma fase de amar Literatura Nacional.
    Já li uma resenha elogiando livro, então se eu ler será sem expectativas, sabe? Mas por enquanto vou adiar, rs.
    Beeeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá, uma resenha em forma de opinião? Já disse o quanto amo? Pois é, eu odeio resenhas com termos "pessoais" é realmente uma merda.
    Sobre esse livro: Amei, fiquei meia com um pé atrás em algumas partes... Mas mesmo assim acho que vou dar uma olhadinha, estou ansiosa sobre o meu pensamento e espero que para mim essa personagem não seja chata.
    http://flor-de-neve.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. fico feliz por você estar lendo mais nacionais, isso é muito legal, de verdade. Queria começar a ler mais nacionais como você, mas a minha lista de livros (já comprados, inclusive) sempre pesa na consciência. :(
    Agora, sobre o livro: admito que não gostei muito nem da sinopse, achei meio sensacionalista demais, e com a sua resenha eu desanimei mais ainda hahaha

    Mago e Vidro
    | Sorteio DamnedGirls | NOVE livros pra você!

    ResponderExcluir
  11. Oi, Sil!
    Que pena que a obra não agradou. Ela tem uma premissa bem boa.
    Eu me seguro quando não gosto de um personagem. Senão, meto o pau daqui até a China.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do sorteio Mês das Mulheres em Dobro
    Porcelana - Financiamento Coletivo

    ResponderExcluir
  12. Oi Sil! Eu não sigo nenhuma religião, por não conseguir aceitar que a sejam pregados princípios que a pessoa que prega é a primeira a não seguir. Eu me revolto muito ao ver atitudes extremas, beirando fanatismo e sempre que vejo obra com este teor fico com medo de ler, só quando vejo o tema ser tratado de forma imparcial é que me sinto feliz. Eu não fiquei empolgada com este livro, não só pela protagonista, mas por saber que poderia ter sido mais breve.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  13. Não é bem meu gênero favorito, foi uma pena não ter agradado tanto :c
    Post it & Livros

    ResponderExcluir
  14. Oi, sei bem como é difícil continuar um livro quando a personagem na ti cativa ;(

    Não tem nd a ver com o livro mas como você conseguiu colocar o icone do skoob no seu blog? Estou com dificuldade com isso se puder dar uma help eu agradeceria mt <3

    Abraços.
    http://vicsuaestante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, só passando pra avisar que mudei o nome do blog. Agora sou http://aressacaliteraria.blogspot.com.br/ ;)

      Excluir
  15. Oiii

    É difícil fazer a leitura fluir quando você não vai com a cara da protagonista. Não conhecia o livro e o autor, não sei se daria uma chance. 400 e poucas páginas para um livro que foi quase uma tortura e um protagonista que não agrada. No momento eu não daria chance, quem sabe mais para frente.

    Beijos!

    Cintia
    http://www.devaneiosdeumacindy.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oi Sil,
    Já tinha visto o livro por outros blogs, mas não havia lido resenha.
    As partes das críticas parecem ser interessantes.
    Porém, as ressalvas da protagonista também me incomodariam.

    Mas quem sabe, futuramente, eu consiga lê-lo. Ótima resenha =D

    tenha uma ótima semana. =D
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  17. Oi, Sil

    Eu não conhecia o livro. Pra começar já não curti a capa, mas curti a sinopse.
    Uma pena que a história se torna morosa. Já me deparei com diversos livros de 400/500 paginas e que poderiam ser facilmente reduzidos a 200/250 páginas, assim como você mencionou. Acho que alguns autores se perdem na hora de escrever uma história muito grande. Por exemplo, o livro tem quase 470 páginas e o autor não desenvolveu a personagem principal... há algo errado aí né? Parabéns pela sinceridade.

    Beijo
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  18. Eu também fico brava quando estou lendo um livro e sem aviso prévio "Continua"
    Hahahah

    Beijos,
    Giulia | www.1livro1filme.com.br

    ResponderExcluir


Obrigada por comentar no Estilhaçando Livros. Se você tiver um blog deixa seu link que vou retribuir a visita com o maior prazer.