24/03/2017

Relacionamento abusivo nos livros

google imagens
Hoje resolvi falar de algo que tem me incomodado um pouco em algumas leituras que eu faço: relacionamento abusivo. Tenho certeza que você já leu algum livro onde esse tipo de relacionamento esta presente de uma forma ou de outra e em uma época em que tanto é discutido sobre o assunto porque não questionar o porque de algumas autoras ainda colocarem esse tipo de relacionamento nas suas obras. 

20/03/2017

Parceria: Editora Rouxinol

Oi, gente. Vim rapidinho para contar para vocês que o blog passou na seleção de parceria da editora Rouxinol. Foi a primeira seleção deles, então como aqui não tenho muitas parcerias é uma coisa "nova" para nós dois. Em breve vou solicitar um livro e poder falar um pouco mais para vocês. Enquanto isso conheça o que eles já lançaram.

17/03/2017

Resenha: Harry Potter E A Criança Amaldiçoada


TÍTULO: Harry Potter E A Criança Amaldiçoada
AUTOR(A): J.K. Rowling, John Tiffany e Jack Thorne
EDITORA: Rocco
PÁGINAS: 352
Sempre foi difícil ser Harry Potter e não é mais fácil agora que ele é um sobrecarregado funcionário do Ministério da Magia, marido e pai de três crianças em idade escolar. Enquanto Harry lida com um passado que se recusa a ficar para trás, seu filho mais novo, Alvo, deve lutar com o peso de um legado de família que ele nunca quis. À medida que passado e presente se fundem de forma ameaçadora, ambos, pai e filho, aprendem uma incômoda verdade: às vezes as trevas vêm de lugares inesperados. 
Ansiosamente aguardado por milhões de fãs, o oitavo livro da saga de maior sucesso de todos os tempos chega às livrarias de todo o Brasil no dia 31 de outubro, em edições brochura e capa dura. Harry Potter e a criança amaldiçoada é a edição impressa do roteiro de ensaio da peça escrita por J.K. Rowling em parceria com Jack Thorne e John Tiffany, que está em cartaz em Londres e se passa 19 anos após os acontecimentos narrados em Harry Potter e as Relíquias da Morte.
Ponto forte: A oitava história, dezenove anos depois. Franquia de maior sucesso do mercado editorial mundial. 
Prateleira: Para novos e antigos fãs de Harry Potter e leitores de fantasia em geral. 

Depois de longos anos a magia está de volta a nossas vidas, mas não exatamente como muitos esperavam... Não sei ainda se de fato sou parte daqueles que amaram este oitavo livro dá série Harry Potter ou daqueles que odiaram a ponto de não considerarem este livro uma continuação. Na verdade acredito que estou acima do muro, finalizei a leitura de Harry Potter e A criança amaldiçoada e sinceramente não sei qual o sentimento por esta leitura. Não nego que o livro entretém, a leitura é fluida e até envolvente, no primeiro dia que peguei o livro, eu havia lido mais dá metade em algumas horas, ouso dizer que se pode finalizar em um dia a leitura, afinal este é o roteiro dá peça, não temos todo aquele desenvolvimento, as descrições e emoções de uma história, mas se tem algo positivo que tomo por este oitavo livro dá série Harry Potter é a nostalgia, o voltar para o mundo do bruxinho que tanto nos encantou. 

13/03/2017

Resenha: A Rosa e a Adaga

Título: A Rosa e a Adaga
Autor(a): Reneé Ahdieh
Editora: Globo Alt
Páginas: 366
Onde comprar: Saraiva
Mais informações no Skoob
A esperada continuação de A Fúria e a Aurora, inspirado no clássico As mil e uma noites Sherazade chegou a acreditar que seu marido, Khalid, o califa de Khorasan, fosse um monstro. Mas por trás de seus segredos, ela descobriu um homem amável, atormentado pela culpa e por uma terrível maldição, que agora pode mantê-los separados para sempre. Refugiada no deserto com sua família e seu antigo amor, Tariq, ela é quase uma prisioneira da lealdade que deve às pessoas que ama. Mas se recusa a ficar inerte e elabora um plano. Enquanto seu pai, Jahandar, continua a mexer com forças mágicas que ele ainda não entende, Sherazade tenta dominar a magia crescente dentro dela. Com a ajuda de um tapete velho e um jovem sábio e tempestuoso, ela concentrará todas as suas forças para quebrar a maldição e voltar a viver com seu verdadeiro amor.

Assim que eu acabei de ler A Fúria e a Aurora corri doida atrás da sequência e até cogitei ler em inglês, mas então o tempo passou e consegui ler A Rosa e a Adaga. Bem, definitivamente o livro me decepcionou. O que pareceu para mim foi que os eventos foram jogados no enredo apenas para preencher a história até chegar no final, porque o principal evento ficou sem sentido. Aqueles pessoas com poderes excepcionais no livro existiram por nada! Não houve uma grande causa nem um vilão à altura. Não houve clímax, não houve êxtase. Não houve sentido para tudo.

09/03/2017

Resenha: O verão em que salvei o mundo em 65 dias


Título: O Verão em que salvei o mundo em 65 dias
Autor(a): Michele Weber Hurwitz
Editora: Rocco Jovens Leitores
Páginas: 288

Um verão. Uma menina. Um plano. 65 maneiras de fazer a diferença. Neste livro romântico e cativante, Michele Weber Hurwitz, elogiada autora de livros juvenis, conta a história de Nina Ross, uma menina de 13 anos que, um pouco entediada e solitária durante as férias, resolve dar um gostinho diferente aos seus dias com um plano inusitado: fazer uma boa ação por dia, anonimamente, a alguém de sua vizinhança. A cada um dos 65 dias em que põe seu plano em prática, Nina descobre algo novo sobre seus vizinhos e sua família capaz de surpreendê-la. E aprende que as coisas podem não acontecer sempre do jeito que esperamos, mas podem ser ainda melhores. Como o verão inesquecível em que ela salvou o mundo – ou pelo menos fez uma pequena diferença nele – e as próprias férias.

Hoje vou falar desse livro fofíssimo que recebi da Rocco para leitura. Sério, fazia muuuito tempo que eu não lia uma história tão simples e profunda ao mesmo tempo. Quer dizer, geralmente esses livros e jovens adultos vem sempre com ensinamentos e situações que fazem os leitores refletir, claro que tem algum romance e tudo mais só que existe sempre o clichê que mesmo sendo bom (eu gosto) também acaba sendo chato. Não foi o que aconteceu com este livro, que eu amei do inicio ao fim.

Nina é uma pré-adolescente que sempre deixou as coisas ao seu redor acontecer, sem se dar ao trabalho de mudar ou fazer alguma coisa até que um dia ela vê sua vizinha, que esta com a perna quebrada, bastante chateada por não estar conseguindo plantar uns cravos ali no quintal da casa. E ao invés de ficar somente olhando a cena e sentindo dó da senhora ela vai lá e planta todos os cravos da Senhora Chung. Simplesmente assim. E ela nem se da ao trabalho de contar a senhora que fez isso, ou a qualquer pessoa. À partir desse momento Nina resolve que vai mudar e que irá fazer algumas boas ações para seus vizinhos, amigos e família durante o verão. E ai o livro nos mostra todas essas boas ações e suas consequências.

06/03/2017

Filme: O Lar das Crianças Peculiares


Título: Miss Peregrine's Home for Peculiar Children
Direção: Tim Burton
Elenco: Asa Butterfied, Eva Green, Samuel L. Jackson, etc

Quando seu querido avô deixa para Jake pistas sobre um mistério que se estende por diferentes mundos e tempos, ele encontra um lugar mágico conhecido como O Lar das Crianças Peculiares. Mas o mistério e o perigo se aprofundam quando ele começa a conhecer os moradores e aprende sobre seus poderes especiais… e seus poderosos inimigos.






Tem uns 2 anos que eu sou louca para ler o livro, mas sempre adiei a leitura haha só que com a chegada do filme eu acabei fazendo o caminho inverso e resolvi assistir a adaptação primeiro. Eu sei que isso pode ser um erro fatal, mas eu realmente não ligo muito quando se trata dessa ordem. A questão é que agora fiquei com um certo receio de ler o livro e acabar odiando. Veja bem, o filme eu achei bem... bobinho. A premissa é bem interessante, com toda a história do orfanato e as crianças peculiares, a fenda do tempo e tudo mais só que é tudo muito infantil e de uma forma que eu não estava esperando. Eu já havia visto algumas pessoas comentando sobre o livro dessa forma, mas eu sempre achei que ele teria algo mais de... terror, ou um suspense, sabe? E com o filme sendo dirigido pelo Tim Burton eu realmente esperava isso pois o histórico dele para filmes assim é muito bom, entretanto a decepção foi quase completa.

Eva Green não é uma das minhas atrizes favoritas do mundo, mas gente... que mulher??? Com certeza ela levou o filme nas costas. Gosto da forma como ela fala e se expressa, como ela deu vida a uma personagem como a Miss Peregrine acho que poucas pessoas conseguiriam. Ela tem um olhar marcante, eu realmente não sei explicar o que ela causa ahuahoushuahsi e eu ainda falo isso como alguém que nem se quer é fã da atriz. Já Asa Butterfied foi beeem bléh! Eu vi alguns filmes com ele e nunca achei ele um ator tão legal assim, mas acredito que ele ainda tem capacidade de fazer algo marcante ao longo da carreira só que não foi dessa vez.

03/03/2017

DESAFIO DE ESCRITA: 25 COISAS SOBRE AS QUAIS ESCREVER EM 25 SEMANAS


Outro dia (há muuuuito tempo) eu estava passeando nos blogs e encontrei esse post super legal no blog Mademoiselle Loves Books, que é uma forma que a Ana Luiza encontrou de treinar mais a escrita.

Bom, eu gosto de escrever aqui no blog e falar sobre livro e tal e eu tenho um blog por ai onde escrevo uns textos quando tô na famigerada bad, mas nunca parei para tentar escrever alguma história/conto e tal. E achei a ideia legal, pois mesmo que eu escreva alguma coisa bem lixo pelo menos eu posso me divertir tentando fazer algo legal. Por isso resolvi aderir a este desafio aqui no blog. Bom, antes de mais nada eu não vou prometer que vou escrever um texto por semana, mas sempre que der vou postar um por aqui. ^^